Voltar para 4Act Entretenimento

CRESCE SINTONIA ENTRE CINEMA E TEATRO MUSICAL
Em comemoração ao Dia do Cinema, celebrado em 19 de junho, a 4ACT Produções Artísticas, frente da 4ACT Entretenimento, fala das superproduções do Teatro Musical que trarão aos palcos sucessos do cinema, como Ghost, previsto para emocionar o público brasileiro ao som de UnchainedMelody, em 2014. O processo inverso, que acontece com o aclamado musical Memphis, também ganha destaque, já que o nova iorquino ganhará, além da produção para os palcos brasileiros, uma versão cinematográfica.

“O público está se simpatizando mais com os musicais e as adaptações contribuem para atraí-los. Recentemente aplaudimos a noite do Oscar, que foi toda produzida por um profissional referencial no segmento de musicais, o Rob Ashford, e também destacou as duas estatuetas em reconhecimento à versão cinematográfica de “Os Miseráveis”, um clássico musical”, diz Ricardo Marques, presidente da empresa, que também ressaltou o movimento econômico em torno das montagens: são R$ 60 milhões somente no Brasil.

Cinema de palco no Brasil
No ano passado, a 4ACT já experimentou este movimento ao trazer aos palcos brasileiros o musical Fame, baseado no filme do mesmo nome. Para dar vida a Ghost, Memphis e outras produções, a empresa investiu cerca de UU$ 300 mil na aquisição dos direitos autorais.

Sucesso dos anos 90, Ghost conta a história de amor de Sam e Molly, separados depois que o protagonista é morto após reagir a um assalto. Preso entre o mundo real e o espiritual, Sam se torna um fantasma e, com a ajuda de uma atrapalhada vidente, Oda Mae Brown, interpretada brilhantemente por Whoopi Goldberg nas telas, tenta proteger e salvar sua amada do perigo. O longa metragem ganhou diversos prêmios em todo mundo e, em 2012, chegou aos palcos pelo consagrado dramaturgo britânico, Matthew Warchus, quando foi aclamado nos palcos da Broadway e do West End de Londres e recebeu três indicações ao prêmio Tony Award.

Marques relembra ainda, que além de Ghost, O Fantasma da Ópera, A Bela e a Fera, A Família Addams, O Rei Leão e King Kong, na Austrália, são alguns dos exemplos de filmes recordes de bilheteria que ganharam novas versões nos palcos do teatro musical e são tão bem recebidos pelo público, quanto nas telonas.

Do teatro musical para as películas
Consagrados na Broadway, os musicais mais aclamados pelo grande público, que anualmente movimentam US$ 10 bilhões na economia nova-iorquina, também atraem o olhar da indústria cinematográfica. A oportunidade de unir harmoniosamente som e imagem em um mesmo plano e a tendência ao sucesso, levou musicais como A Noviça Rebelde, Mamma Mia, Hair, o próprio Os Miseráveis para as telas de cinema de todo o mundo com adaptações premiadas.

“Quando um musical faz muito sucesso na Broawday é tentador adaptar a obra para o cinema, porque ele já passou por uma aprovação do público. Geralmente são espetáculos que se consolidam no mercado de teatro musical por anos e, por isso mesmo, são atuais para todas as épocas, são clássicos que sobrevivem ao tempo, e o mesmo pode acontecer de forma inversa, hoje muitos filmes estão virando musicais de grande sucesso”, afirma o presidente da 4ACT.

Neste contexto, Memphis, eleito o Melhor Musical de 2010, será adaptado para o cinema. Encenado pela primeira vez em 2003, mas exibido na Broadway em 2009, o roteiro conta a história do DJ Dewey Phillips, um dos primeiros brancos a tocar música negra em uma rádio da década de 1950. “Estamos entusiasmados, pois também produziremos Memphis até meados de 2015”, finaliza Ricardo.